segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O amor não obedece regras doutrinárias

Na foto o casal Rodrigo e Alisson /Crédito da imagem: Márcio Dantas

 

Já disse aqui no Canhotas que não gosto de falar de religião, no texto A César o que é de César disse que já perdi muito em razão de diferenças religiosas, portanto, evitava participar de qualquer debate que enveredasse para uma discussão que tivesse a Bíblia ou alguma divindade como fundamento.
Compartilhei aqui que perdi amigos, que tive problemas na família, entre outras coisas por causa de religião, e hoje, refletindo melhor, tenho a convicção de que perdi parte importante da minha vida.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Brasil, território livre da homofobia?

Selo da campanha Brasil Território Livre da Homofobia, da SEDH, 2011

Uma vez li uma crônica do Veríssimo em que ele contava de uma mãe dizia à sua filha que num casamento tudo podia ser salvo, a menos que voassem coisas, ou seja, se o respeito acabasse de tal forma que um dos parceiros se desse o direito de atirar objetos no outro.
Veríssimo, à sua maneira, falava de um respeito maior do que aqueles que dispensamos aqueles de quem gostamos e convivemos, falava de um respeito pela vida e pela integridade de qualquer pessoa, de zelo pelo meu semelhante, respeito este que quando se vai, torna impossível a convivência.

Homossexuais são agredidos na região da Paulista (de novo!)



            Li ontem à noite na Folha de São Paulo uma notícia sobre mais uma agressão homofóbica na região da Avenida Paulista. Um casal de namorados saiu de uma boate, os dois forasm perseguidos e agredidos. 
            Ao ler o texto duas coisas me vieram à cabeça: a primeira é tentar entender o que leva uma pessoa, ou um grupo de pessoas, a sair de casa para agredir? E desta pergunta derivam inúmeras outras: Que direito essas pessoas acreditam ter de machucar outra pessoa? No que se acham superiores?
Sinceramente é algo que vai além da minha compreensão, não entendo.
A segunda era saber qual seria a repercussão da notícia junto aos leitores do jornal, através dos comentários postados na reportagem da Folha.

Voltei!





Olá amigos,

Depois de uma pausa de quase dois meses volto a blogar! Agradeço todas as mensagens que recebi, e vamos à luta!

Um abraço,
Flávio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...